Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

Uma pergunta pertinente

   Hoje, estava eu a falar com o meu homem sobre trabalho e a contar-lhe as coisas inacreditáveis que acontecem no meu emprego, quando ele inesperadamente me pergunta "Este é o pior emprego que tiveste até hoje, não é?". Ele depois referiu que não estava a incluir o estágio profissional nas opções, porque isso foi tão mau que merecia um campeonato só dele. Mas foi uma pergunta que me deixou a pensar na vida.

   O estágio profissional foi de facto muito, muito mau, a todos os níveis, físico, emocional, financeiro... mas havia dois pontos em que se distinguia do meu emprego actual: eu fui basicamente obrigada a ficar no estágio profissional porque tinha abdicado de muito para o fazer e sair a meio significava não conseguir obter a cédula da Ordem dos Psicólogos, mas por outro lado eu gostava do projecto que estava a desenvolver com os idosos, criei uma ligação com eles e isso dava-me de certo modo um propósito, uma força para ir continuando por muito que me custasse estar naquela empresa.

   Já no meu emprego actual eu não sou obrigada a ficar lá, tenho a vantagem de poder sair quando encontrar outra oportunidade sem grandes consequências (a não ser o facto de ter de indemnizar a empresa por não dar 2 meses de aviso prévio). Também não há nada que me faça ficar ali, os patrões são intragáveis, as colegas mais antigas na empresa seguiram-lhes o exemplo, o trabalho é ainda pior do que o anterior porque ali só querem que eu venda, dizem que não é minha responsabilidade tratar das lentes, fazer montagens e confirmar graduações, que era algo que eu adorava porque era uma parte mais técnica. Eu fui para ali com intenção de aprender mais sobre esta área e referi isso na entrevista, no entanto sinto que estou a desaprender algumas coisas. No fundo, não sinto que faça sentido para mim ficar ali muito tempo.

    Ah, e para responder à pergunta que o meu homem colocou, sim, não contando com o estágio profissional, este foi o pior emprego que tive até hoje.

2 comentários

Comentar post