Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Brainstorming 2.0

Brainstorming 2.0

Os motivos para mudar de emprego

   Há muitas variáveis envolvidas na mudança de emprego e no geral é algo bastante complexo, mas no meu caso e neste momento, resume-se a uma insatisfação significativa com a situação laboral actual. Em concreto, existiram 3 motivos principais para procurar outra oportunidade e aceitar um novo desafio:

  • A empresa não cumprir o que foi estabelecido no início: um dos factores foi terem-me dito ainda antes de ser seleccionada que teria direito a um prémio mensal se atingisse os objectivos propostos. Mas há uns 3 meses atrás, foi comunicado a mim e às minhas colegas que iríamos deixar de ter direito a estes prémios, pelo menos durante 6 meses e não nos conseguiram dar uma justificação decente nem nos conseguiram assegurar que daqui a 6 meses iriam voltar a implementar esse sistema de prémios. E é muito desmotivante perder o direito a eles sem perceber o porquê, até porque acabamos por não ter vontade de nos esforçar, façamos o mínimo ou esforcemo-nos ao máximo, ganhamos exactamente o mesmo. E se a empresa altera as regras do jogo quando quer, conforme lhe convém, não é uma empresa onde eu queira ficar. Já tive essa experiência no meu estágio profissional, não correu bem e não quero repetir.
  • Os horários: que iria ter horários e folgas rotativas, já eu sabia e estava de acordo com isso, até porque já tinha trabalhado dessa forma durante 3 anos. Infelizmente, este ano fui muito massacrada com o horário da noite, fiz mais noites que qualquer uma das minhas colegas e não via intenções de isso vir a mudar. Além disso, a empresa tem uma política de quando há falta de colaboradores, colocar os que tem a fazerem 9 ou 10 horas de trabalho por dia, e depois as horas a mais são descontadas noutros dias a decidir pela empresa. Inicialmente fui muito compreensiva com este aspecto, por causa das restrições de horários devido ao Covid e do facto de uma colega ter ficado de baixa médica inesperadamente, mas isso repetiu-se constantemente até agora. Quando referia esta situação a amigos e familiares, a resposta era sempre a mesma: se têm falta de pessoal ou contratam mais pessoas ou reduzem o horário de funcionamento. E eles tinham razão mas a empresa já faz isso há tantos anos e está tão enraizado na cultura dela que os próprios colaboradores que já lá estão há anos encolhem os ombros, como quem diz que não há nada a fazer quanto a isso e não me parece que este aspecto vá ser alterado a curto/médio prazo.
  • E o principal motivo, indefinição das tarefas de cada colaborador: isto significa que no contrato não é descrito especificamente o que cada colaborador faz, é tudo relatado no geral para a empresa se salvaguardar e poder tirar uma pessoa de uma secção e colocá-la noutra sem ter problemas a nível legal conforme lhes dá mais jeito. Ou seja, eu podia um dia chegar ao trabalho, dizerem-me que não precisavam mais de mim naquela área e que eu iria ser enviada para outra e eu não podia recusar, senão seria despedida por justa causa. Aliás, isto aconteceu com vários colaboradores e até com as colegas da minha secção que já lá trabalham há 20 anos, portanto era uma questão de tempo até acontecer comigo. E quando a responsável me comunicou que eu ia ser efectivada (embora a empresa não o estivesse a fazer com ninguém mas de facto precisavam mesmo muito que eu ficasse e não tinham outra opção), questionei se ia ficar na secção onde estava. Ela respondeu que em princípio sim, quanto muito iria para uma outra secção relativamente similar, mas eu notei que me disse aquilo só para me tranquilizar e sem certezas nenhumas. Sim, eu estava efectiva e tinha essa segurança. Mas faltava-me a segurança de saber que ia ficar ligada à área que gostava. Se um dia quisesse mudar, isso teria de partir de mim, por gosto e interesse numa outra área, e não da empresa, porque ela não tem em conta se a pessoa quer mudar, gosta da nova área ou tem perfil para tal. Mudam as pessoas consoante precisam de mais ou menos gente naquela secção e eu gosto de ter os papéis bem definidos. 

   Cada pessoa terá os seus motivos para mudar de emprego. Estes foram as minhas principais razões, embora hajam outras, porque o que aí vem pode ser melhor ou pior, mas pelo menos será diferente.

2 comentários

Comentar post