Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

Onde estavas no 11 de Setembro?

   Quase todos se lembram onde estavam no dia 11 de Setembro de 2001. Foi há 20 anos mas quando algo tão gigantesco acontece, parece que tudo pára no tempo e talvez por isso nos lembremos do que estávamos a fazer naquele preciso momento. Foi horrível, o mundo mudou significativamente depois disso, o terrorismo passou a fazer parte do nosso vocabulário e eu era uma criança, só compreendi realmente o peso e significado daquele dia anos depois.

   Lembro-me que estava em casa dos meus avós paternos, tinha 9 anos e, enquanto os meus pais trabalhavam, eram eles que cuidavam de mim. Recordo-me que era depois de almoço, talvez a minha última semana de férias de verão antes de regressar às aulas, e estava a brincar num monte de areia que havia lá em casa, que era usada para fazer umas pequenas obras por lá. Sei que subi as escadas e fui encontrar a minha avó colada em frente à televisão, ela não dizia nada. Lembro-me claramente das imagens, e até de pensar que era uma chatice os canais estarem sempre a repetir aquilo. Era a inocência e a ignorância de uma criança.

    Tenho família em Nova Iorque. Recordo-me de a minha mãe dizer que felizmente estava tudo bem com eles mas que estavam em choque. Moravam do outro lado do rio Hudson e viram todo o terror a desenrolar-se à frente deles.

   The falling man: a imagem acima correu mundo. A primeira vez que a vi foi num livro escolar de História A, no ensino secundário e deu-me a volta ao estômago. Tal como este homem, milhares de inocentes morreram naquele dia. O assustador é o quão imprevisível é. Aquelas pessoas iam apenas trabalhar, mais um dia completamente normal. Não fosse a anormalidade do terrorismo estragar tudo...

Imgem retirada do site Esquire.com

4 comentários

Comentar post