Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

Brainstorming 2.0

Um blog que é basicamente um consultório de um psicólogo onde se fala de tudo sem restrições ou medos.

O acolhimento

   Não sei se será só da minha experiência no mundo laboral, se é algo da área em que trabalho ou se será comum a uma escala maior, mas o acolhimento de novos trabalhadores nas empresas é muito fraquinho. É muito desorganizado e por vezes completamente inexistente. Parece que se ignora a fase de acolhimento de uma nova pessoa no trabalho, que para mim é extremamente importante porque permite-nos ficar a conhecer melhor a empresa, uma melhor e mais rápida integração e um melhor desempenho porque percebemos o que é esperado de nós e quando.

   Ainda antes do primeiro dia, pouco ou nada nos é dito, vamos para lá sem saber praticamente nada, às vezes sem contrato assinado, como é o meu caso, que ainda estou à espera de assinar o meu, 4 dias depois de ter começado. Depois chegamos lá, não sabemos onde nos dirigir ou que é esperado de nós naqueles primeiros dias, não há um procedimento específico. Vão-nos ensinando coisas ao acaso, que na cabeça de alguém novo naquele trabalho, não fazem grande sentido e depois, por alguma razão que desconheço, parece que esperam que já saibamos fazer determinadas coisas que para eles são básicas mas que para quem começa são completamente novas.

   Eu já estava a trabalhar nesta área, mas é tudo novo para mim naquela empresa: os produtos que vendemos, os programas com que trabalhamos, os procedimentos, as pessoas... por isso partam do princípio que eu não sei nada e ensinem-me! Mas devagar para eu conseguir processar as coisas, porque fazer comigo a ver e à velocidade da luz, não vou ficar a saber como fazer aquela tarefa.

   No meu caso chegou ao cúmulo da simples tarefa que é ir à casa de banho. Obviamente eu não sabia onde era o wc dos funcionários, aliás, nem sabia que existia um wc só para os funcionários, por isso segui as placas e fui ao wc comum. Quando regressei, a minha colega perguntou onde eu tinha ido à casa de banho. Expliquei-lhe e ela respondeu que não devia ir a esse, tinha de ir ao wc dos funcionários que afinal fica atrás de uma porta que passa despercebida e não tem qualquer tipo de sinalização de wc. Mas ao que parece, eu já devia vir ensinada e não vim.

   Será isto algo comum?

Imagem retirada do site bm-consultingservices.com