Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Brainstorming 2.0

Brainstorming 2.0

Aceitam animais de estimação?

   Quando andámos à procura de apartamento, uma das coisas que me preocupava mais era o facto de escolher um local que aceitasse animais de estimação, visto que tenho uma gata e uma coelha anã. Por isso, por muito que gostasse de um anúncio de um apartamento, ficava automaticamente excluído se o senhorio não aceitasse animais.

   Portanto, quando vimos o anúncio do apartamento que acabámos por arrendar e percebemos que não tinha nenhuma contra indicação para animais de estimação, ficámos logo entusiasmados. O processo de visita ao apartamento e o pagamento da caução foi realizado com a filha dos senhorios, que naquela altura estavam de férias e nunca nos lembrámos de perguntar acerca dos animais de estimação. A única coisa que ela nos disse foi que o pai não gostava muito mas não se opunha. 

   Passando para a parte em que já estávamos instalados e fomos assinar o contrato (que não é exactamente legal porque não está registado e o senhorio não declara a renda ao fisco), os nossos olhos bateram na claúsula que proíbe animais de estimação. Naquele momento caiu-me tudo. Durante um mês, o senhorio nunca nos disse que não podíamos ter animais no apartamento. Depois, entrou em acção a minha faceta de desenrascada: facilmente posso ter a coelha no apartamento porque não faz barulho e a maior parte do tempo está na gaiola; a gata fica em casa dos meus pais enquanto arranjamos uma forma de a ter connosco no apartamento, e a solução foi ter um parque de tecido para ela estar dentro de casa e comprar uma coelheira de madeira para ter no terraço para ela passar algum tempo ao ar livre, até porque o terraço é espaçoso.

 

    No entanto, a grande questão aqui é, num país que nos últimos anos tem tentado dar mais importância aos animais de companhia e evitar as elevadas taxas de abandono, como é que não existe legislação que proteja as pessoas que têm animais deste tipo de senhorios? Claro que as casas são propriedade deles e têm direito a escolher quem querem lá, mas nesse caso deveriam ser mais claros com o que aceitam ou não. Além disso, existem as cauções (e devo dizer que o contrato que assinámos tem várias claúsulas acerca desse ponto) que caso alguma coisa se estrague protege os senhorios. Claro que se os meus animais estragarem alguma coisa, eu pago, sou responsável por eles, assumo esse compromisso. Também sei que nem todos o fazem. 

   Só queria poder ter os meus animais de estimação comigo, porque para mim são membros da família. E abandoná-los está fora de questão, antes procurar outro apartamento que deixá-los para trás.

Imagem retirada do site Notíciasaominuto.com

2 comentários

Comentar post